Ilha Grande de São Cristóvão

A Ilha Grande é uma ilha brasileira situada no município de São Cristóvão, estado de Sergipe, exatamente no estuário do rio Vaza-Barris, próximo a sua desembocadura no oceano Atlântico.   Possui uma população estimada em setenta pessoas, que vivem basicamente da pesca fluvial e pequena agricultura de sobrevivência baseada na produção de mangas que acontece entre os meses de dezembro, janeiro, fevereiro se estendendo até fins de Abril.   A comunidade já possui energia elétrica mas não possui saneamento básico. Seu único meio de transporte é fluvial entre a Ilha e o continente, o povoado Pedreiras, distante da sede do município sete quilômetros por...


Leia Mais...

Ilha do Paraíso - Viral

Navegando no estuário do rio Vaza Barris sentido sul encontramos a Ilha do Paraíso que é ponto de encontro de diversas famílias que chegam ao local para deliciarem um bom banho de rio. Local aconchegante e com uma baia incrível, que proporciona prática de esportes náuticos com certa segurança, e um pôr do sol sensacional. Como chegar Encontramos no pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) e também na marina Marisol as embarcações que fazem esse trajeto. Em cinco minutos de navegação vamos transpor a ponte Joel Silveira que liga o município de Aracaju a Itaporanga d'ajuda, uma obra muito bonita. Logo...


Leia Mais...

Crôa do Goré

Um dos belos cartões postais de Sergipe a Crôa do Goré que fica localizada no rio Santa Maria, afluente do rio Vaza Barris, entre o município de São Cristóvão e Aracaju. Essa ilhota é formada quando a maré baixa e exibe sua areia clara e limpa com diversos quiosques feitos com tronco de coqueiro e cobertura de palha para que o visitante possa curtir uma sombra nos dias de muito sol e contando ao seu redor com belíssimomanguezal. Como chegar Diversas embarcações como lanchas, barcos e catamarãs partem do pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) aonde os visitantes podem escolher...


Leia Mais...
012

Esportes Aquáticos

Saiba mais sobre o Sup, uma das modalidades da Semana Náutica

 

Foto: Divulgação
O Stand Up Paddle é também conhecido como Sup

Certo dia, na década de 1940, John Zapotocky, um surfista havaiano que fazia parte de um grupo conhecido como Beachboys, precisou ir da praia de Waikiki até outro ponto do Havaí onde as ondas estavam mais favoráveis. Mas resolveu ir remando a própria grande prancha de madeira, como eram todas naquela época.

Pegou, então um remo de canoa, ficou em pé na prancha e saiu remando – com suavidade e boa velocidade. Ele não sabia que isso já era feito, há séculos, pelos antigos polinésios. Mas, sem se dar conta, “inventou” um novo esporte: o Hoe He’e Nalu (algo como “pá para deslizar na onda”, na língua havaiana), ou Stand Up Paddle (“remo em pé), no inglês comum, hoje muito mais conhecido apenas pela sigla formada pelas suas iniciais: o “sup”.

Como é a prancha…

TAMANHO

Varia de acordo com a atividade pretendida. Para pegar ondas, de 8 a 10 pés. Para longas travessias, de 12 a 18. Mas as mais procuradas, para simples remadas, têm entre 9,6 e 12,6 pés de comprimento.

PESO

Entre 9 e 18 kg, dependendo do tamanho da prancha e do material de que é feita.

QUILHA

As pranchas mais comuns têm apenas uma. Já as demais, quase sempre três: uma grande, no centro, e duas menores, que agem como estabilizadores.

LARGURA

Entre 75 e 85 cm. Bem mais do que uma prancha de surf convencional.

MATERIAL

As nacionais costumam ser de isopor revestido com resina. Já as importadas têm laminação a vácuo e “casco” de fibra tipo sanduíche.

QUEM FAZ

GZero Tech, New advance e Hipwake, entre as marcas nacionais mais procuradas; e Rogue, RRD, Paddle Surf, HYPR, Suplove e Nash, entre as importadas.

ACESSÓRIOS

Leash – cordinha que impede de perder a prancha (indispensável); antiderrapante de borracha (desejável); e colete salva-vidas de pouca espessura, para não atrapalhar as remadas (obrigatório).

PREÇO

A partir de R$ 2500, só a prancha, nos modelos mais básicos.

E o remo…

TAMANHO

Grande. Deve ter cerca de 16 cm a mais do que a altura de quem irá usá-lo.

CABO

Tem cerca de 8 cm de espessura e pode ter formato arredondado ou ovalado.



Uma só, com cerca de 40 cm de altura. Mais do que isso, implica mais força e aumenta o cansaço.

PESO

Depende do material, mas sempre leve, entre 500 g e 1 kg.

MATERIAL

Pode ser de plástico (não muito recomendado), alumínio (com pás de fibra) ou madeira (algumas são muito boas). Mas o melhor é a fibra de carbono, com pá do mesmo material, ou a fibra de vidro.

PREÇO

De R$ 500 a R$ 1400, dependendo do material.

Fonte: Da Revista Nautica

Parceiros




 

Publicidade

Sergipe Náutica

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web : www.sergipenautica.com.br

Capitania dos Portos de Sergipe

Endereço: Av. Ivo do Prado, nº 752 - Bairro São José - Aracaju/SE
Telefone:
(79) 3711-1600; 3711-1646; 3711-1647 (FAX)
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web:
www.cpse.mar.mil.br

Marinha do Brasil