Ilha Grande de São Cristóvão

A Ilha Grande é uma ilha brasileira situada no município de São Cristóvão, estado de Sergipe, exatamente no estuário do rio Vaza-Barris, próximo a sua desembocadura no oceano Atlântico.   Possui uma população estimada em setenta pessoas, que vivem basicamente da pesca fluvial e pequena agricultura de sobrevivência baseada na produção de mangas que acontece entre os meses de dezembro, janeiro, fevereiro se estendendo até fins de Abril.   A comunidade já possui energia elétrica mas não possui saneamento básico. Seu único meio de transporte é fluvial entre a Ilha e o continente, o povoado Pedreiras, distante da sede do município sete quilômetros por...


Leia Mais...

Ilha do Paraíso - Viral

Navegando no estuário do rio Vaza Barris sentido sul encontramos a Ilha do Paraíso que é ponto de encontro de diversas famílias que chegam ao local para deliciarem um bom banho de rio. Local aconchegante e com uma baia incrível, que proporciona prática de esportes náuticos com certa segurança, e um pôr do sol sensacional. Como chegar Encontramos no pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) e também na marina Marisol as embarcações que fazem esse trajeto. Em cinco minutos de navegação vamos transpor a ponte Joel Silveira que liga o município de Aracaju a Itaporanga d'ajuda, uma obra muito bonita. Logo...


Leia Mais...

Crôa do Goré

Um dos belos cartões postais de Sergipe a Crôa do Goré que fica localizada no rio Santa Maria, afluente do rio Vaza Barris, entre o município de São Cristóvão e Aracaju. Essa ilhota é formada quando a maré baixa e exibe sua areia clara e limpa com diversos quiosques feitos com tronco de coqueiro e cobertura de palha para que o visitante possa curtir uma sombra nos dias de muito sol e contando ao seu redor com belíssimomanguezal. Como chegar Diversas embarcações como lanchas, barcos e catamarãs partem do pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) aonde os visitantes podem escolher...


Leia Mais...
012

Esportes Aquáticos

Técnicas para levantar na prancha e iniciar sua prática no wakesurf

Neste post vou falar como levantar no wakesurf do jeito mais fácil e mais seguro.

Primeiro, o básico: sempre use colete salva vidas!!!

1. Na água, posicione-se "flutuando" de costas, com as duas mãos na manete ou na corda de wakesurf e coloque os calcanhares sobre a prancha.

2. Se você é regular (pé esquerdo à frente), deixe o bico da prancha para o seu lado esquerdo. Se você é goofy (pé direito à frente), deixe o bico da prancha para o lado direito.

3. Para se manter na posição certa, fique com os joelhos bem dobrados e perto do peito, mantendo os braços esticados e com a prancha perpendicular ao barco. Para ficar mais fácil e manter-se na posição certa, use os calcanhares e não tente segurar a prancha com as mãos ou ficar se debatendo muito na água. O colete não vai deixar você afundar!

4. A posição dos calcanhares deve ser entre a borda da prancha e sua linha central (longarina). Particularmente, eu prefiro deixar os pés mais perto da borda do que da longarina, pois essa posição faz com que a prancha se encaixe mais fácil embaixo dos pés na hora em que o barco começa a rebocar.

5. Agora que você já sabe a posição certa, quando estiver à vontade, dê um 'ok' para o piloto e quando o barco começar a acelerar, mantenha esta posição.

6. Quando a corda estiver esticada e o barco em aceleração, mantenha a prancha estabilizada e não mude de posição: joelhos dobrados e braços esticados.

7. Não tenha pressa para se levantar e não faça esforço para isso, o que inclui puxar a manete para perto do corpo. Isso é um erro comum e desnecessário. A pressa em levantar, em minha opinião, é o principal e mais comum dos erros de saída.

8. Conforme o barco for acelerando, a prancha irá deslizar e se encaixar naturalmente na sola dos pés, como uma prancha de wakeboard.

9. Mantendo a posição, a própria tração da corda irá te levantar sem que seja feito muito esforço.

10. Conforme o barco for atingindo a velocidade certa, é a hora de pensar em ficar em pé na prancha e na posição de surf.

11. Quando estiver de pé, tente apontar o bico da prancha em direção ao barco e para perto da marola.

12. A tendência é fazer o contrário, então para que você tenha controle, é só apontar o quadril e o ombro (da frente) para o barco.

13. Uma vez perto da base da marola e com a prancha apontada para o barco, acostume-se com a posição e com a distância em relação ao barco.

14. Não solte a corda até que consiga sentir que a prancha está na onda e que não precisa mais do barco rebocando para seguir surfando.

No próximo post darei as dicas de como acelerar e desacelerar a prancha na onda.

Ok, agora são as dicas para o piloto:

1. Quando estiver puxando, mantenha sempre o olho no surfista e em tudo que está acontecendo em volta também. Não se distraia em momento algum e lembre-se que neste esporte, o surfista está, sempre, muito perto do barco.

2. Durante a saída, mantenha o surfista em uma linha diagonal com a popa do barco e não alinhado como no wakeboard, esqui, etc.

3. Antes de engatar o barco, veja se a área está livre e preste atenção para acelerar de forma progressiva, sem deixar a velocidade disparar.

4. É muito comum vermos um piloto sem muita experiência, deixar que o barco varie de velocidade o tempo todo. Para quem está tentando aprender ou até mesmo para quem já surfa, isso é uma das piores coisas que pode acontecer.

5. Se seu barco não tem piloto automático de velocidade, procure fazer mudanças bem suaves de aceleração. Tente manter a velocidade por volta de 12 mph.

6. Se o surfista não conseguir levantar, NUNCA de ré para voltar à posição inicial barco-surfista. Faça a volta com cuidado e comece tudo de novo.

7. Durante a puxada, fique de olho na onda e vá encontrando o raio de curva do barco para formar a melhor marola. Se o seu barco estiver com o set up para seguir em lina reta, basta fixar um ponto no horizonte.

8. Importante: Se estiver rebocando um surfista com a corda ou se ele já estiver surfando, não desacelere o barco bruscamente, pois, com certeza, o surfista vai bater no barco se não estiver muito atento. Outro detalhe básico e claro, olhe para onde está indo!

Por enquanto é só isso. Na próxima matéria, eu vou ensinar como soltar a manete e ter mais controle da prancha, acelerando e desacelerando.

 

Por Francisco Faria
Fonte: Keep surfing!

Parceiros




 

Publicidade

Sergipe Náutica

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web : www.sergipenautica.com.br

Capitania dos Portos de Sergipe

Endereço: Av. Ivo do Prado, nº 752 - Bairro São José - Aracaju/SE
Telefone:
(79) 3711-1600; 3711-1646; 3711-1647 (FAX)
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web:
www.cpse.mar.mil.br

Marinha do Brasil