Ilha Grande de São Cristóvão

A Ilha Grande é uma ilha brasileira situada no município de São Cristóvão, estado de Sergipe, exatamente no estuário do rio Vaza-Barris, próximo a sua desembocadura no oceano Atlântico.   Possui uma população estimada em setenta pessoas, que vivem basicamente da pesca fluvial e pequena agricultura de sobrevivência baseada na produção de mangas que acontece entre os meses de dezembro, janeiro, fevereiro se estendendo até fins de Abril.   A comunidade já possui energia elétrica mas não possui saneamento básico. Seu único meio de transporte é fluvial entre a Ilha e o continente, o povoado Pedreiras, distante da sede do município sete quilômetros por...


Leia Mais...

Ilha do Paraíso - Viral

Navegando no estuário do rio Vaza Barris sentido sul encontramos a Ilha do Paraíso que é ponto de encontro de diversas famílias que chegam ao local para deliciarem um bom banho de rio. Local aconchegante e com uma baia incrível, que proporciona prática de esportes náuticos com certa segurança, e um pôr do sol sensacional. Como chegar Encontramos no pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) e também na marina Marisol as embarcações que fazem esse trajeto. Em cinco minutos de navegação vamos transpor a ponte Joel Silveira que liga o município de Aracaju a Itaporanga d'ajuda, uma obra muito bonita. Logo...


Leia Mais...

Crôa do Goré

Um dos belos cartões postais de Sergipe a Crôa do Goré que fica localizada no rio Santa Maria, afluente do rio Vaza Barris, entre o município de São Cristóvão e Aracaju. Essa ilhota é formada quando a maré baixa e exibe sua areia clara e limpa com diversos quiosques feitos com tronco de coqueiro e cobertura de palha para que o visitante possa curtir uma sombra nos dias de muito sol e contando ao seu redor com belíssimomanguezal. Como chegar Diversas embarcações como lanchas, barcos e catamarãs partem do pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) aonde os visitantes podem escolher...


Leia Mais...
012

Esportes Aquáticos

Parasail: o prazer de voar

A diversão na praia não está limitada ao tradicional banho de sol e mergulho no mar. Quem deseja experimentar grandes aventuras pode experimentar o parasail, um esporte radical que exige coragem e oferece grandes emoções. O praticante conhece a sensação de voar em um paraquedas, especialmente concebido para ser rebocado por uma lancha, jet-ski ou até por um carro. A velocidade do voo pode chegar a 40 km/h, dependendo do vento, do peso de cada pessoa e das condições da lancha utilizada.

A decolagem – talvez, o momento mais emocionante do esporte – é feita na praia, na beira do mar ou em plataformas flutuantes. Decolagens diretamente da lancha são permitidas apenas nas especialmente projetadas para o esporte. E, depois do voo, vem o pouso, que acontece na água, como se fosse um minissalto de paraquedas.

Engana-se quem pensa que o parasail exige grandes preparações. Uma das grandes vantagens do esporte é que ele pode ser praticado por pessoas leigas em paraquedismo. “O praticante não necessita mais do que pequenas dicas do profissional que estará o auxiliando na praia. Ele deve prestar atenção nas instruções da equipe de solo”, recomenda Eugenio Carlos Nunes da Silva, proprietário da Esportes Freedom, fabricante de parasail. Segundo ele, o esporte só não é indicado para quem pesa menos de 30 kg ou possui problemas cardíacos.

Apesar de ser uma prática esportiva segura, o parasail exige cuidado com alguns detalhes. Recomenda-se que a lancha tenha, no mínimo, 16 pés de tamanho (o equivalente a 5,4 m) e um motor de 70 hp de potência. É preciso também estar atendo à relação entre o tamanho do parasail e o peso do praticante. Equipamentos de 26 pés têm a capacidade de voar com uma pessoa de até 130 kg. Já um de 24 pés consegue suportar no máximo 80 kg. Para uso comercial em voos duplos utiliza-se um aparelho de 28 pés.

Silva explica que a altura máxima atingida pelo parasail é de até 70% do tamanho de seu cabo de reboque. Alguns podem chegar a uma altura de 40 m. “É possível controlar a altura do parasail através da aceleração da embarcação. Conforme se acelera a lancha, o equipamento ganha altura e vice-versa”, completa.

Apesar de atingir grandes alturas, o parasail não é considerado um esporte perigoso. O principal responsável pelo sucesso da experiência é o piloto da lancha, que deverá escolher muito bem o dia, o local e como realizar o voo. “A principal regra de segurança é que todos os operadores do parasail façam a leitura do Manual de Instruções e entendam todos os detalhes de segurança nele descritos”, destaca o proprietário.

Atualmente, o parasail é um esporte popular em todo o litoral brasileiro. Existem, inclusive, pacotes turísticos que oferecem a modalidade esportiva como uma das atrações das praias brasileiras. Basta ter coragem. O restante é diversão garantida.

 

Parceiros




 

Publicidade

Sergipe Náutica

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web : www.sergipenautica.com.br

Capitania dos Portos de Sergipe

Endereço: Av. Ivo do Prado, nº 752 - Bairro São José - Aracaju/SE
Telefone:
(79) 3711-1600; 3711-1646; 3711-1647 (FAX)
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web:
www.cpse.mar.mil.br

Marinha do Brasil