Ilha Grande de São Cristóvão

A Ilha Grande é uma ilha brasileira situada no município de São Cristóvão, estado de Sergipe, exatamente no estuário do rio Vaza-Barris, próximo a sua desembocadura no oceano Atlântico.   Possui uma população estimada em setenta pessoas, que vivem basicamente da pesca fluvial e pequena agricultura de sobrevivência baseada na produção de mangas que acontece entre os meses de dezembro, janeiro, fevereiro se estendendo até fins de Abril.   A comunidade já possui energia elétrica mas não possui saneamento básico. Seu único meio de transporte é fluvial entre a Ilha e o continente, o povoado Pedreiras, distante da sede do município sete quilômetros por...


Leia Mais...

Ilha do Paraíso - Viral

Navegando no estuário do rio Vaza Barris sentido sul encontramos a Ilha do Paraíso que é ponto de encontro de diversas famílias que chegam ao local para deliciarem um bom banho de rio. Local aconchegante e com uma baia incrível, que proporciona prática de esportes náuticos com certa segurança, e um pôr do sol sensacional. Como chegar Encontramos no pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) e também na marina Marisol as embarcações que fazem esse trajeto. Em cinco minutos de navegação vamos transpor a ponte Joel Silveira que liga o município de Aracaju a Itaporanga d'ajuda, uma obra muito bonita. Logo...


Leia Mais...

Crôa do Goré

Um dos belos cartões postais de Sergipe a Crôa do Goré que fica localizada no rio Santa Maria, afluente do rio Vaza Barris, entre o município de São Cristóvão e Aracaju. Essa ilhota é formada quando a maré baixa e exibe sua areia clara e limpa com diversos quiosques feitos com tronco de coqueiro e cobertura de palha para que o visitante possa curtir uma sombra nos dias de muito sol e contando ao seu redor com belíssimomanguezal. Como chegar Diversas embarcações como lanchas, barcos e catamarãs partem do pier localizado na Orla Pôr do Sol (mosqueiro) aonde os visitantes podem escolher...


Leia Mais...
012

Dica da Semana

Como pendurar as defensas do jeito certo? Aprenda

Defensas são equipamentos desenhados para defender o casco de seu barco do contato com outros barcos, píeres, docas e outros objetos

Como o nome já sugere, defensas são equipamentos desenhados para defender o casco de seu barco do contato com outros barcos, píeres, docas e outros objetos. Mas como fixar as defensas para que possam efetivamente cumprir sua função? Apresentamos, a seguir, algumas dicas.

Contrabordo
Quando estiver atracado a contrabordo, use as suas maiores defensas, devido a características diferentes, como altura do costado e frequência de rolagem. Nessa situação, as melhores defensas são as esféricas, de grande diâmetro, pois podem ser amarradas nos guarda-mancebos de forma a impedir que os borrachões dos barcos se toquem.

Superfícies planas
A atracação ao lado de superfícies planas, como as encontradas em atracadouros e píeres flutuantes, é a mais simples e fácil. Basta colocar uma defensa onde a boca da embarcação é mais larga e uma perto da popa, ambas a alguns centímetros da superfície da água, para evitar que sujem. Evidentemente, quanto mais defensas puder pendurar, menor a chance de contato do casco e, consequentemente, menor chance de ocasionar danos.

Onde amarrar
Cunhos e ferragens destinadas para amarrar defensas são a melhor pedida, quando se trata de fixar defensas, pois foram desenhadas para isso. Guarda-mancebos também são adequados, desde que se use o nó correto, lembrando sempre que, por formarem uma alavanca, em determinadas situações as defensas podem danificar os pontos de fixação dos guarda-mancebos.

Estacas 
Atracar ao lado de estacas às vezes é inevitável. Nesse caso, a maneira mais segura de proteger o casco do seu barco é amarrando as defensas na posição horizontal. A maioria das defensas possui pontos de amarração nas duas extremidades para isso. Se for deixar o barco atracado dessa forma por um tempo prolongado, considere a possibilidade de utilizar uma prancha de madeira com uma defensa em cada extremidade para maior proteção.

Nós
Há três nós para amarrar uma defensa em um guardamancebos. São eles: a volta do fiel, a dupla laçada e o nó de amarra. Quando for amarrar a defensa em um cunho, utilize algumas laçadas em formato de oito, tomando cuidado para que a última passe por baixo da amarra. Visite www.boatingmag.com/knots para aprender como fazê-los.

 

Fonte: Revista Mariner

Parceiros




 

Publicidade

Sergipe Náutica

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web : www.sergipenautica.com.br

Capitania dos Portos de Sergipe

Endereço: Av. Ivo do Prado, nº 752 - Bairro São José - Aracaju/SE
Telefone:
(79) 3711-1600; 3711-1646; 3711-1647 (FAX)
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Web:
www.cpse.mar.mil.br

Marinha do Brasil